Presidente da Vale diz que Mariana não serviu de lição

janeiro 26, 2019 No Comments »
Presidente da Vale diz que Mariana não serviu de lição
*O Tempo

SOTERRADOS PELA LAMA

Na noite desta sexta-feira (25), Justiça determinou bloqueio de R$ 1 bi da mineradora

Capturar.JPG

Schvartsman disse que, desta vez, a tragédia humana será maior
PUBLICADO EM 26/01/19 – 03h00
 

“Como vou dizer que a gente aprendeu (após o acidente de Mariana), se acaba de acontecer um acidente desses?”, disse o executivo. “Dessa vez é uma tragédia humana, porque estamos falando de uma quantidade grande de vítimas. Possivelmente o dano ambiental será menor”, garantiu.

Ainda segundo Schvartsman, a empresa tomou medidas imediatas para evitar outras situações como a desta sexta-feira. “O que posso dizer foi o que a gente fez depois do acidente. Viramos todas as barragens do avesso e contratamos as melhores auditorias do mundo para verificar o estado de todas elas. Fizemos tudo que a gente entende que era possível para garantir a segurança e a estabilidade. O fato é que não sabemos o que aconteceu e o que ocasionou, mas certamente vamos descobrir”, completou. Fábio Schvartsman informou que irá neste sábado (26) a Brumadinho para prestar apoio às famílias e reconheceu que houve um vazamento “significativo”.

Quando tomou posse como diretor-presidente da Vale em 2017, Schvartsman fez uma promessa de que o lema de sua gestão seria: “Mariana nunca mais”, em referência à tragédia que vitimou 19 pessoas há três anos. “Não existem palavras que possam explicar a dor que eu estou sentindo neste momento” afirmou o executivo na sede da empresa no Rio de Janeiro.

Bloqueio

Na noite desta sexta-feira, o juiz Renan Chaves Carreira Machado determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão da Vale para “imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências” do rompimento da barragem I da mina de Córrego do Feijão. Pela decisão, o magistrado determina ainda que a empresa apresente em até 48 horas relatório pormenorizado das medidas já adotadas, siga os protocolos para desastres a fim de estancar o vazamento da barragem, inicie a remoção do volume de lama derramado, entre outras ações.

Ações caem

Os recibos de ações (ADRs) da mineradora Vale despencaram na Bolsa de Nova York nesta sexta-feira, reflexo do rompimento da barragem da companhia em Brumadinho. Por volta das 15h30, os papéis da companhia cediam cerca de 7%, negociados ao redor de US$ 13,70. A bolsa de SP não funcionou nesta sexta.

Greenpeace

Para o coordenador do Greenpeace, Nilo D’Avila, o novo rompimento em barragem de mineração em Minas Gerais é um retrato da insegurança da população causada pela atividade mineradora no país. Ele afirmou que está acompanhando o acidente e mobilizando equipes para acompanhar.

OAB

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) informou que enviou representantes a Brumadinho para prestar assistência à comunidade, acompanhar a apuração dos fatos e fiscalizar as medidas de segurança adotadas. O presidente Claudio Lamachia também pede rigor nas investigações.

Suspensão

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável determinou nesta sexta-feira a suspensão imediata das atividades da Vale em Brumadinho, ressalvadas as ações emergenciais. A pasta exigiu a abertura imediata de um canal onde houve acúmulo de lama que interrompe o fluxo do curso d’água.

 

Frases

“Toda nossa solidariedade aos atingidos e aos moradores de Brumadinho, na bacia do rio Paraopeba, que é formadora do Rio São Francisco. Vamos acompanhar de perto mais essa tragédia anunciada. Isso é muito triste. Os responsáveis não podem ficar impunes!”

SOS Mata Atlântica

“Depois de três anos do grave crime ambiental em Mariana, sem investigações ainda concluídas e nem responsáveis punidos, a história se repete com a tragédia em Brumadinho. É inadmissível que o poder público e as empresas mineradoras não tenham aprendido nada.”

Marina Silva

Ex-ministra do meio ambiente

“É com tristeza e revolta que estamos acompanhando o desastre em Brumadinho nesta tarde, por conta do rompimento da barragem de rejeitos da Vale. Uma equipe do Greenpeace seguirá para o local. EM breve, compartilharemos mais informações com vocês.”

Greenpeace

“A Federação das Indústrias de Minas Gerais presta solidariedade aos empregados da Vale, seus familiares e às comunidades atingidas pelo rompimento da barragem. A Fiemg colocou à disposição da mineradora recursos humanos e técnicos que possam contribuir para ações emergenciais de socorro e de atendimento às vítimas.”

Fiemg por nota

“A AGU (Advocacia Geral da União) acompanha de perto as razões e os impactos deste desastre. A equipe já está mobilizada para analisar as consequências e tomar as medidas cabíveis.”

André Mendonça

Advogado-geral da União

“As primeiras informações que chegam são de que o Brasil assiste a mais um vergonhoso desastre humano e ambiental em Minas Gerais.”

Ciro Gomes

Ex-ministro

 

Repercussão internacional logo após a tragédia em Brumadinho

 

The Wall Street Journal

“Cerca de 200 pessoas estão desaparecidas após rompimento de barragem no Brasil”

Reportagem conta que serviço de resgate começou poucos minutos depois e que três corpos já tinham sido localizados e dois feridos levados a um hospital.

The Washington Post

“Barragem da Vale rompe no Sudeste do Brasil e deixa cerca de 200 desaparecidos”

Matéria sobre a tragédia cita que maior parte das vítimas é funcionária da Mineradora Vale, responsável pela represa que rompeu nesta sexta-feira em Brumadinho.

El País

“Bombeiros falam em 200 desaparecidos em rompimento de barragem em Brumadinho, no Brasil”

Reportagem informa que a Mineradora Vale confirma que muitos funcionários que estavam trabalhando na hora estão entre os desaparecidos.

BBC

“200 pessoas estão desaparecidas em rompimento de barragem no Brasil”

Publicação inglesa diz que mar de lama saiu destruindo tudo que havia pela frente, mas que extensão do desastre pode ser muito maior do as relatas até o momento.

Clarín

“Represa rompe no Brasil, arrasa povoado e 200 pessoas estão desaparecidas”

Matéria do jornal argentino diz que rio de lama da represa da Mineradora Vale atingiu grande parte da região de Brumadinho, no Sudeste de Minas Gerais.

Le Monde

“Rompimento de Barragem de minério no Brasil deixa 200 desaparecidos”

Publicação francesa mostra trabalho dos Bombeiros de Minas Gerais que lutam contra o tempo para encontrar sobreviventes em meio ao rio de lama de Brumadinho.

Views All Time

Views All Time
36
Views Today

Views Today
1