Governo Michel Temer, cada vez mais podre

março 29, 2018 No Comments »
Governo Michel Temer, cada vez mais podre

Mais revoltante nesta história é presenciar a inércia de todos os veículos de comunicação

*Isaac Wallace de Oliveira

O governo Michel Temer está parecido com pau de galinheiro, onde só existe sujeira. É o primeiro presidente da República indiciado. Do seu ministério, poucos escaparam do crivo da Justiça. Hoje (29), a Polícia Federal prendeu o ex-assessor especial da Presidência José Yunes e o coronel da PM, aposentado, João Baptista Lima Filho, amigos pessoais de Temer.

Também caiu nas mãos da PF, o ex-ministro da Agricultura, Wagner Rossi, já citado na delação de um dos donos do grupo JBS, Joesley Batista, como homem que recebia propina, segundo ele, a mando do nosso atual presidente da República. Outro ministro, Geddel Vieira Lima, famoso pelas malas de dinheiro encontradas num apartamento de Salvador na Bahia, era homem de confiança de Temer.

O ditado popular diz o seguinte: “diga com quem andas e te direi quem és”. Alguém cercado de corruptos e bandidos de colarinho branco, segundo este adágio, é honesto? Pensa no bem estar do próximo? É o preocupado com o progresso da nação? Pensa em melhorias trabalhistas? Nunca! É uma pessoa interessada na dilapidação do patrimônio alheio.

Mais revoltante nesta história é presenciar a inércia de todos os veículos de comunicação. Nenhum deles levanta uma palha em seus telejornais, revistas, jornais e sites contra a quadrilha liderada por Michel Temer. Procuram, sim, desclassificar o atentado sofrido pelo ex­presidente Lula durante a travessia pelo Estado do Paraná. Se fosse nos Estados Unidos e em outras nações da Europa, uma rigorosa investigação seria feita e os culpados punidos rigorosamente.

Já passou da hora de darmos um basta nesta vergonha. É hora de ação. Mostrar que ainda existe sangue em nossas veias. Chega de ficarmos de cabeça abaixada e o fascismo tomando conta do País. Se em 1964, vários brasileiros tivessem ouvido Leonel Brizola, que liderava a cadeia da legalidade no Rio Grande do Sul e militares preocupados com a democracia, não teríamos passado 21 anos de terror.

Existe hora de dialogar e hora de colocar as mãos na massa. Do contrário seremos exterminados. Os sindicatos serão invadidos e destruídos pela extrema-direita, que a cada dia toma conta das ruas. Quem cala consente. Espero que possamos abrir os olhos a tempo. Ou então iremos mergulhar em outra longa noite de terror, como a iniciada em 1 de abril, que por ser o dia da mentira, foi antecipada para 31 de março.

*Isaac Wallace de Oliveira é presidente da Ferquimfar (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Ramo Químico, Farmacêutico e Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro) e secretário­geral da Força Sindical RJ.

 

Views All Time

Views All Time
69
Views Today

Views Today
1