Brasil se parece com casa da mãe Joana

julho 13, 2017 No Comments »
Brasil se parece com casa da mãe Joana

Como miséria pouca é bobagem, o Senado aprovou na prática a revogação da Lei Áurea, assinada pela princesa Isabel em 1888

*Isaac Wallace de Oliveira

O nosso país se parece atualmente com a casa da mãe Joana: local onde a bagunça é palavra de ordem! Qual grande empresário teria coragem de investir seu dinheiro numa fábrica para gerar diversos empregos com este cenário? É a primeira vez que vejo um presidente da República denunciado por vários crimes e mesmo assim insiste em continuar no poder.

Como miséria pouca é bobagem, o Senado aprovou na prática a revogação da Lei Áurea, assinada pela princesa Isabel em 1888, libertando os negros da escravidão. Agora, a aprovação da reforma trabalhista vai transformar todos os brasileiros em escravos. O trabalhador perdeu inúmeros direitos, inclusive o amparo do sindicato nas negociações.

Para satisfazer a fome de parlamentares corruptos, o governo liberou bilhões para emendas. Por outro lado, cortou verbas da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, reduziu investimento em diversas pastas. Inclusive está destruindo com o ministério do Trabalho, visando atrapalhar os serviços dos auditores fiscais no combate aos danos provocados pelos maus empregadores.

O Judiciário usa medidas diferentes para julgar quem é da turma do poder. O senador tucano Aécio Neves, mesmo com várias provas, inclusive folhas de papel com a inscrição CX 2 retornou ao Senado e ali teve sua situação regularizada pelos colegas comparsas na arte do ilícito. Aliás, o próprio presidente daquela Casa, Eunício Oliveira, também figura como suspeito de atos criminosos na Operação Lava Jato.

Na Câmara, o presidente Rodrigo Maia (DEM/RJ), é acusado de receber propina no mar de lama que envolve 176 deputados do Legislativo. Tudo se parece com aquela família, onde todos são bandidos. Economicamente esse quadro já provocou a perda do ano 2017 em termos de negócios. Só malucos para fazer qualquer investimento no Brasil diante de tanta bagunça!

Na maioria das cidades, o crime organizado é quem dá as cartas. O cidadão de bem precisa ficar quieto e fingir não enxergar os erros que acontecem ao seu redor. Ao sair para o trabalho, caso não esteja no tenebroso time dos 14,2 milhões de desempregados, precisa pedir a Deus para conseguir voltar ao aconchego do lar, pois corre o risco de morrer no trajeto de ida ou volta ao serviço.

Neste momento tão triste para o nosso país, cabe ao movimento sindical aliado a outras entidades da sociedade civil organizada não esmorecer e prosseguir na luta. Não podemos jamais abaixar a cabeça e permitir a aniquilação do Brasil por uma quadrilha organizada que ocupou o poder. Os cidadãos de bem, e eles são maioria, devem exigir mudanças rápidas, inclusive diretas já em todos os níveis. Basta de bagunça! Juntos e unidos somos mais fortes! O bem sempre vence o mal!

*Isaac Wallace de Oliveira é presidente da Ferquimfar (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias do Ramo Químico, Farmacêutico e Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro) e secretário-geral da Força Sindical RJ.