Valor: Manifestantes reforçam nas ruas defesa do “Fora Temer” e “Diretas Já”

maio 19, 2017 No Comments »
Valor: Manifestantes reforçam nas ruas defesa do “Fora Temer” e “Diretas Já”

Por Cristiane Agostine | De São Paulo

Protesto: manifestantes foram à avenida Paulista, no centro de São Paulo, para pedir a renúncia de Temer

Pelo segundo dia consecutivo, manifestantes foram às ruas em diversas cidades do país para pedir a saída do presidente Michel Temer e a realização de eleições diretas neste ano. Movimentos populares, partidos de esquerda e até mesmo grupos que defenderam o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff articulam novos atos para pressionar Temer a renunciar ao cargo. O presidente é alvo de denúncias feitas pelo dono da JBS Joesley Batista em delação premiada. No domingo, grupos pró e contra o PT articulam um grande ato em São Paulo, no mesmo horário e local – a avenida Paulista -, para reforçar o pedido de renúncia de Temer.

Ontem, centenas de pessoas protestaram contra o presidente na avenida Paulista, no vão livre do Masp e em frente ao prédio do escritório da Presidência em São Paulo, na altura da rua Augusta. As manifestações foram chamadas por movimentos sociais como o MTST, CUT e MST e pelos diretórios municipal e estadual do PT-SP. Segundo a direção do PT, a ideia é fazer protestos e vigílias até que Temer deixe a Presidência.

No Rio, os pedidos de “Diretas Já” e “Fora Temer” estampavam bandeiras, faixas e camisetas. Os manifestantes se concentraram em frente à igreja da Candelária, no centro, e foram até a Cinelândia. Entre as palavras de ordem estavam a defesa do impeachment do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Movimentos populares e partidos que ajudaram na organização do ato estimaram os participantes em 50 mil presentes. A PM do Rio preferiu não divulgar estimativa de público.

O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) disse ter achado bom o fato de o presidente não ter renunciado. “Assim teremos o prazer de derrubá-lo nas ruas”, disse Freixo. O protesto foi marcado também por bombas e tiros de borracha contra manifestantes.

Em Brasília, sob chuva forte, cerca de 1,5 mil pessoas participaram de atos contra Temer, segundo a Polícia Militar. O protesto começou na rodoviária do Plano Piloto e juntou-se a um grupo que estava concentrado em frente ao Palácio do Planalto. Manifestantes se aproximaram do Congresso e gritaram palavras de ordem como “se empurrar o Temer cai”.

Houve protestos também em Fortaleza, em Porto Alegre, Recife, Belo Horizonte e Curitiba, convocados pela frente Povo Sem Medo, que reúne cerca de 30 movimentos como o MTST.

Views All Time

Views All Time
118
Views Today

Views Today
1